Regra 70-20-10 do Google revolucionou os negócios

Eric Schmidt revolucionou a maneira de incentivar a criação ao propor o princípio do 70-20-10, defende o jornalista Ian Wallis. Segundo a regra, o funcionário deve passar 70% de seu tempo realizando tarefas centrais, 20% em projetos relacionados aos negócios centrais e 10% em novos projetos, não necessariamente vinculados à tarefas diárias.

“O Google percebeu que as ideias inteligentes vinham de baixo, e n√£o do alto”, exp√Ķe “As 50 Melhores Ideias de Neg√≥cios dos √öltimos 50 Anos”.

A proposta é inspirada no principio de Pareto, conceito atribuído ao pensamento do economista e sociólogo Vilfredo Pareto (1848-1923). A regra defende que 80% dos efeitos acontecem em decorrência de apenas 20% de causas.

Joseph M. Juran, na d√©cada de 1940, sugeriu que 80% das ideias mais produtivas vinham de 20% de seus colaboradores. Segundo o livro, “O Google levou o conceito de autonomia de funcion√°rios a um novo patamar –e o processo come√ßou com a nomea√ß√£o de Eric Schmidt como CEO”.

Quando chegou ao Google, em 2001, Schmidt era pouco conhecido fora do Vale do Sil√≠cio. Larry Page e Sergey Brin o chamaram pelas ideias pouco convencionais. Nos cinco anos posteriores √† sua nomea√ß√£o, o movimento de vendas foi de 3,2 bilh√Ķes para 23,7 bilh√Ķes de d√≥lares.

Fonte: Folha de São Paulo, Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/livrariadafolha/2013/04/1262877-regra-70-20-10-do-google-revolucionou-os-negocios.shtml>. Acesso: Janeiro de 2018.


mais notícias [+]